Dica para família: como proteger a pele no inverno

DA-0102_18I-MAIS-BELEZA-BLOGCom o clima seco e as baixas temperaturas, a pele pode ficar ressecada, descamada e até com rachaduras, perdendo a luminosidade e a elasticidade naturais. “Esse quadro pode contribuir para um envelhecimento precoce”, afirma o cirurgião plástico Jorge Menezes*. Nesta entrevista, ele fala sobre bons hábitos e cuidados indicados especialmente para esta época do ano.

Com o que devemos ficar atentos?

No frio, precisamos reter calor para o funcionamento do organismo e é a pele quem mais sofre com essa contração (uma vasoconstricção), contribuindo para uma menor chegada de sangue e, consequente, falta de nutrientes. É importante lembrar que um adulto necessita se hidratar sempre e, fundamentalmente, no inverno. É preciso ingerir de 1,5 a 2 litros de água diariamente, não deixar de introduzir na alimentação comidas mais leves, como verduras e legumes, e diminuir a temperatura dos banhos. O uso de cremes e filtros solares é recomendável para aumentar a hidratação e se proteger dos raios ultravioletas, hábitos que no inverno não devem ser descuidados.

E com a hidratação da pele, quais os cuidados necessários?

Há cremes e loções hidratantes com princípios ativos em suas fórmulas que oferecem um reforço na hidratação, sendo indicados para cada tipo de pele e para regiões específicas do corpo. Entre eles, há os óleos vegetais, a manteiga de karité, a ureia, entre outros. Rica em ácidos graxos, esteróis e outras substâncias, a manteiga de karité é altamente hidratante e emoliente, sendo indicada para peles ressecadas, sobretudo para regiões como mãos, pés (principalmente os calcanhares), joelhos e cotovelos. Por conter tocoferóis, mais conhecidos como vitamina E, é ainda um antioxidante natural, protege as células do corpo contra o envelhecimento, agindo contra os radicais livres. O óleo de amêndoa é rico em proteínas e glicídios, vitaminas B1, B2, PP, B5, /B6, pró-vitamina A. Ele pode ser encontrado em loções e cremes hidratantes, além de condicionadores para cabelo e cremes de filtro solar. Sua ação protetora se dá porque age como uma barreira que diminui a perda de água da pele. Outro princípio ativo importante é a ureia, que, além de outras indicações clínicas, é utilizada em cosméticos, pois provoca a hidratação da queratina. Por se unir à água, ela atravessa a camada de células mortas, retira a umidade das células mais profundas e retém a hidratação à flor da pele, tornando-a macia e aveludada. A ureia estimula a produção de colágeno, colaborando na elasticidade da área cutânea, evitando a flacidez. A Anvisa estabelece a concentração máxima de 10% de ureia nos produtos cosméticos cuja composição contenha o princípio ativo.

Mãos, pés, joelhos e cotovelos. Como protegê-los?

Diferentemente do rosto (normalmente, cercado de precauções como hidratantes e protetores solares) e outros locais da pele protegidos por vestimentas, tais áreas costumam ser negligenciadas. Mas são tão importantes como outras áreas cutâneas. Sua área de contato externa é maior, o que a torna mais enrijecida e espessa, fazendo com que receba menor aporte de nutrientes. Essa pele ressecada normalmente tem início com um estiramento e, caso não seja tratada, pode chegar a provocar descamação, rachaduras e até coceiras. Além de adotar uma rotina de limpeza, são indicados produtos à base de ureia e ácido salicílico para o seu tratamento, cujo objetivo é evitar e amenizar os impactos externos causadores dessa pele áspera e sem vida.

Como cuidar da pele de bebês e idosos durante o inverno?

A pele do bebê necessita de cuidados especiais em todas as estações. Afinal, ela é bem mais fina e delicada que a de uma pessoa adulta. Entretanto, no inverno, o cuidado deve ser dobrado, pois os fatores internos e externos agem da mesma forma na criança. Os pais não devem dar banhos muito quentes, devem utilizar sabonetes próprios para a pele dos bebês, assim como os hidrantes, que necessitam ter na sua composição uma menor concentração de princípios ativos. Sugere-se o uso moderado da vitamina E, constante no óleo de girassol. Os idosos, com o passar do tempo, tendem a ter a pele cada vez mais fina. Qualquer traumatismo de contato a rompe e provoca sangramentos e equimoses (roxos), que podem evoluir para uma ferida mais preocupante. Por isso, é essencial que essa pele seja constantemente hidratada com loções e cremes que tenham em sua fórmula componentes estimuladores do seu espessamento, tornando-a mais resistente aos traumas. Sugere-se o uso de óleo de amêndoa antes do banho e, após o banho, uma hidratação com creme à base de ureia.

Confira alguns produtos que separamos para hidratação da pele:

cetaphil

Cetaphil Loção Hidratante Galderma. Compre aqui.

neutrogena

Neutrogena Norwegian Hidratante Corporal Intensivo. Compre aqui.

*Dr. Jorge Menezes, Médico Cirurgião Plástico CRM/MG19854

Compartilhar:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *