Entre pets e bebês

A chegada de um bebê mexe com a rotina de toda a família e também com a dos animais de estimação. Muitas vezes, os pets estão acostumados a ter toda a atenção dos donos e o nascimento de uma criança pode causar estranheza e até gerar ciúmes no animal.

A reação dos bichos muda de acordo com a criação e as características de cada um. Alguns se escondem e evitam contato com a criança, enquanto outros assumem uma postura agressiva, rosnando ou tentando avançar no bebê.

Para amenizar o impacto causado pelas mudanças, é fundamental preparar seu animal e inseri-lo nesse processo de socialização desde o início da gravidez. Uma dica importante é ensinar ao bichinho quais são os lugares proibidos, como o quarto do bebê, por exemplo. Para estabelecer limites, você pode colocar uma tela ou porta impedindo o acesso dele ao cômodo.

Outra opção é fazer com que o animal se acostume às coisas do bebê mesmo antes de ele chegar e associe isso a algo bom. Você pode deixar que ele fique por perto de móveis, roupas e brinquedos do bebê e oferecer alguma recompensa em troca do bom comportamento dele. Assim, quando a nova criança chegar, seu gato ou cachorro já vai estar familiarizado ao ambiente.

Pouco a pouco, sempre com a supervisão de alguém, permita que o pet conheça o novo integrante da família. O contato dos bebês com os bichos pode ser muito proveitoso para todos, já que está provado que crianças criadas em um ambiente com animais têm melhor desenvolvimento motor e são menos propensas a desenvolver alergias.

Compartilhar:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *