A importância da vacinação para a saúde

As vacinas são essenciais para a proteção do nosso organismo contra doenças que ameaçam a saúde, em todas as idades. Em virtude do alto índice de vacinação e por meio do prestigiado Programa Nacional de Imunizações (PNI), o Brasil já conseguiu praticamente erradicar a Poliomielite e diminuir drasticamente os casos e mortes relacionados ao sarampo, à rubéola, ao tétano, à difteria e à coqueluche. Por ano, o país distribui mais de 300 milhões de doses de vacinas no território nacional.

Apesar de todos os benefícios promovidos pela vacinação, ainda existem alguns movimentos que contestam a importância da imunização e afirmam que a vacina pode provocar problemas de saúde, o que já foi comprovado, por inúmeros estudos, não ser verdade.

Na história da saúde pública brasileira, a Revolta da Vacina – violenta manifestação popular ocorrida no Rio de Janeiro, em 1904, contra a imunização obrigatória da varíola, mostrou claramente os efeitos positivos da vacinação. Já naquela época, o governo conseguiu controlar a revolta e erradicou a varíola – doença contagiosa, caracterizada por febre e lesões cutâneas – por meio da vacinação em massa.

Mas os mitos permanecem

Ainda hoje, no entanto, surgem falsas histórias de que as vacinas provocam danos maiores do que seus possíveis benefícios. É importante saber que toda vacina licenciada para uso passou antes por diversas fases de avaliação, desde os processos iniciais de desenvolvimento até a produção e a fase final, que é a aplicação, garantindo assim sua segurança.

Além disso, elas são avaliadas e aprovadas por institutos reguladores muito rígidos e independentes. No Brasil, essa função cabe à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), órgão do Ministério da Saúde (MS).

Ademais, a vigilância de eventos adversos continua acontecendo depois que a vacina é licenciada, permitindo a continuidade de monitoramento da segurança do produto. Com isso, a vacinação continua sendo a forma mais segura e eficaz de prevenção, principalmente contra as doenças infectocontagiosas.

Conte com a Araujo para se proteger

A atualização do seu cartão vacinal é uma das estratégias mais eficazes para a prevenção de doenças infectocontagiosas. Se você não lembra se foi imunizado contra alguma doença e perdeu sua carteirinha de vacinação, recomenda-se procurar um dos nossos Farmacêutico para informá-lo sobre quais vacinas devem ser tomadas e dar todas as orientações necessárias.

Aqui, além de se informar sobre as atualizações mais recentes sobre a imunização, é possível consultar as vacinas indicadas para cada idade, bem como o esquema vacinal relacionado à mesma.