Bloqueador Solar

Com a primavera chegando e as vitrines, revistas e tudo o mais anunciando que o verão também não está longe, a gente logo começa a pensar em praia, sol e mar, né?

Assim, a gente mais ou menos, porque eu sou super traumatizada com isso!! Não sou muito fã de praia, porque sempre sofri muito quando frequentava o litoral nas férias… Sou branquela demais, gente! E por mais que meus pais sempre avisassem, foi só depois de me queimar feio (com bolhas e tudo o mais) que parei de brincar de ser “morena” durante o verão. Sim, porque eu sempre achava que tinha super me bronzeado, mas na verdade estava entre o vermelho camarão e o vermelho tomate, sabe…

Depois do trauma, fiquei super cuidadosa: não importa se estou na cidade ou na praia, saindo para ir ao trabalho ou a um churrasco de amigos, eu sempre, mas assim, SEMPRE, estou coberta de protetor solar.

No rosto uso um específico para esse fim, já que além da pele ser mais sensível (e queimar com mais facilidade), também não quero que ela fique oleosa, né? E o calor colabora pra isso… Quanto maior o fator de proteção, melhor, nunca uso um abaixo de 40!!

E no corpo também, mas aí sou mais tranquila e uso até um filtro 30, mas só na cidade. Achou esquisito? Esquisito é marca de camiseta e relógio, gente, hahahah… Mas sério, o sol não perdoa só porque você não está de bikini! Os raios UV além de causarem o envelhecimento precoce (todo mundo já viu surfista de 25 com cara de 45 anos?), também podem provocar um câncer de pele… Não vale a pena brincar, né?