Como ter uma vida saudável?

Quando alguém diz “vida saudável” vem à sua mente restrições alimentares ou rotina de atleta que corre a São Silvestre? Pois saiba que esbanjar saúde é algo bem diferente.

Uma vida saudável é sinal de bem-estar mental, físico e social e pode ser conquistada com hábitos simples. Ela oferece diversos benefícios, principalmente quando se tem uma rotina estressante, de cansaço constante e sensação de não ter tempo para nada.

Quais os benefícios da vida saudável 

  1. Bem-estar: viver com saúde se traduz em bem-estar mental, físico e social. Quem tem saúde responde melhor às adversidades e às exigências da vida, desfruta do bem viver em sociedade e conta com vigor físico e uma boa condição global frente a doenças.
  2. Prevenção de doenças: viver com saúde significa também adoecer com menos frequência ou apresentar sintomas mais leves e ter recuperação mais ágil. Além disso, há um menor gasto com medicamentos, cirurgias e afins. 
  3. Longevidade com qualidade de vida: Viver muitos anos, mas vivê-los bem. Viver com saúde garante chegar à idade mais avançada com mais autonomia, com menos enfermidades e sem perda de mobilidade.

Como ter uma vida saudável?

Beba água 

Não espere sentir sede para beber água. Ela é um componente vital no transporte de nutrientes e de oxigênio no organismo. Além disso, a água regula a temperatura do corpo, é fundamental na eliminação das toxinas filtradas pelo rim, entre outros. A orientação é ingerir, diariamente, de 30 ml a 50 ml de água por quilo de peso.

Durma bem

Um organismo precisa de repouso para “recarregar as baterias”; é durante o sono que ele restaura suas principais funções, como o crescimento muscular e a síntese de proteínas. É também quando ele regula o metabolismo — não é à toa, qualquer bom programa de perda ou manutenção do peso inclui dormir bem como uma de suas metas. Priorize a qualidade do seu sono. Dica: não leve para a cama celulares, tablets e afins, e evite comer e beber logo antes de ir se deitar.

Tenha uma alimentação saudável

Alimentar-se bem, ou seja, de forma balanceada e com “comida de verdade”, faz parte de qualquer receita para uma vida saudável. A forma como alguém se alimenta tem relação direta com a qualidade do sono, o humor, a capacidade de concentração e a manutenção ou perda de peso. Vale lembrar que um processo bem sucedido de perda de peso requer uma mudança de estilo de vida que inclui uma reeducação alimentar.

Faça pausas

Breves pausas ao longo do dia são importantes não apenas para deixar a mente descansar, mas, principalmente, para permitir que o corpo se alongue. Se você trabalha sentado, em frente a um computador, é ainda mais fundamental ter esse cuidado. Dê atenção especial aos músculos dos ombros, da região cervical, das pernas e dos braços; alongá-los auxilia na prevenção de doenças osteomusculares e circulatórias. 

Pratique atividades físicas regularmente

Quando se pensa em saúde, a prática de exercícios físicos é um dos seus pilares. Ela contribui para a liberação de hormônios do prazer, como endorfina e dopamina, reduzindo o estresse e a ansiedade. E o foco não deve estar na perda de peso, mas na busca por mais qualidade de vida (a manutenção do peso torna-se uma consequência). 

Faça exames periódicos

Manter um acompanhamento preventivo da saúde é um investimento no futuro. Quem busca longevidade com qualidade de vida deve realizar exames de rotina; poder contar com um diagnóstico precoce faz toda a diferença e, em muitos casos, salva vidas. Procure um clínico geral e faça um check up, no mínimo, uma vez ao ano. 

Tempo para lazer 

Realizar atividades prazerosas libera ocitocina (também chamado de hormônio da felicidade). Além disso, garante uma renovação constante de energia e um estímulo para os desafios do dia a dia. Encontre um tempo para si mesmo, seja lendo um livro, viajando, encontrando os amigos, fazendo uma caminhada ou qualquer atividade que lhe seja aprazível. 

Descubra novos hobbies

Aprender algo novo é uma forma de manter a mente ativa, além de ser um exercício de manter o frescor da vida, de se desafiar. Nunca é tarde para aprender uma outra língua, a tocar um instrumento, uma receita na cozinha, uma nova habilidade… o importante é estar aberto a aprender. 

Faça acompanhamento psicológico

Lidar com perdas e desafios da vida pode ficar ainda mais difícil com o passar do tempo. Encará-los de frente é um importante passo e, em alguns casos, faz-se necessário buscar ajuda profissional. Muitas vezes é na terapia que as pessoas encontram um tratamento eficiente para dores emocionais.