Dia mundial do Combate ao Câncer

laço amarelo, símbolo do movimento de combate ao câncer

O Dia Mundial do Combate ao Câncer, comemorado em 4 de fevereiro, foi instituído pela União Internacional Contra o Câncer (UICC) com o objetivo mobilizar a comunidade internacional para a prevenção da doença.

E para se juntar na divulgação de informações relevantes e meios de prevenção do câncer, separamos algumas dicas, cuidados e hábitos que podem te ajudar.

Evitando fatores de risco

De acordo com um estudo feito por pesquisadores do Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) e da Universidade de Harvard, nos EUA, cerca de um terço dos casos no Brasil são decorrentes dos maus hábitos de saúde.

Ou seja: é possível diminuir drasticamente as chances de desenvolver essa doença adotando um estilo de vida saudável. Os cinco hábitos que mais aumentam os riscos de câncer são:

  • Excesso de peso
  • Tabagismo
  • Consumo de álcool
  • Alimentação inadequada
  • Pouca atividade física

Visite seu médico

Você ainda procura um médico apenas quando tem algum problema de saúde? É hora de mudar isso. Em muitos casos, o câncer é silencioso, com os sintomas aparecendo apenas em estágios avançados da doença.

Visitando seu médico com frequência e realizando sempre seus exames de rotina, você aumenta as chances do diagnóstico precoce. E quanto mais cedo o tratamento se inicia, maiores as chances de sucesso.

Conheça seu corpo e esteja atento a ele

Você também pode aumentar as chances de um diagnóstico precoce conhecendo e observando o seu corpo. Surgiu uma manchinha na pele que antes não estava ali? Um caroço dolorido apareceu de repente? Esses sinais podem indicar um nódulo se formando.

Observe, toque e explore seu corpo. O autoexame das mamas, por exemplo, é um método muito recomendado pelos médicos para ajudar no diagnóstico precoce do câncer de mama.

E se você perceber alguma mudança, mantenha a calma e procure seu médico. Lembre-se que nem todo tumor significa que você tem ou terá câncer. Os tipos mais comuns são os tumores benignos, que são de crescimento lento, não possuem a capacidade de se espalhar e uma operação para removê-lo resolve a maioria dos casos. 

Inspiração e motivação são importantes

Manter um estilo de vida saudável vai muito além de evitar abusos ou hábitos nocivos como álcool e tabaco. Nosso sistema imunológico depende de vários fatores, como qualidade do sono, baixos níveis de stress e, até mesmo, nossas atitudes e postura diante de situações de adversidade.

Por isso, lembre-se de fazer o que você gosta e de estar perto de quem você ama. Mantenha um hobby ou projeto pessoal que te dê orgulho, ligue pros amigos e marque aquele piquenique para falar da vida ou, quem sabe, tire um momento do seu fim de semana para fazer um trabalho voluntário.

Paixão pela vida faz toda a diferença na sua saúde.

Predisposição genética: como se prevenir

De acordo com o Instituto Oncoguia, a grande maioria dos casos de câncer decorre de alguma alteração genética que se desenvolveu ao longo da vida, causada por hábito e estilo de vida, como citamos acima. 

Mas entre 5 e 10% dos casos são consequência de alterações genéticas herdadas dos pais biológicos.

Isso não quer dizer que toda pessoa com predisposição genética irá desenvolver o câncer. Se você possui um ou mais casos da doença na família, é recomendado conversar com um médico para entender os riscos e definir uma frequência para realizar os exames de rotina.

 

Se você gostou deste texto, compartilhe com os seus amigos e familiares. Vamos juntos fazer do Dia Mundial do Combate ao Câncer um grande movimento de mudança de hábitos e prevenção.