Amamentação – recomendações e cuidados para mamãe e bebê

No dia 1º de agosto é comemorado o Dia Mundial da Amamentação, um momento muito importante na relação entre mamãe e bebê. A data foi criada em 1992 pela Aliança Mundial de Ação Pró-Amamentação (World Alliance for Breastfeeding Action – WABA), buscando promover o aleitamento materno e a criação dos bancos de leite.

A amamentação é a primeira e principal forma de fornecer ao bebê todos os nutrientes necessários para sua sobrevivência e seu desenvolvimento. Durante os primeiros seis meses de vida, o aleitamento materno deve ser exclusivo, sem a complementação com outros alimentos.

Neste post, separamos algumas informações importantes sobre esse momento e te damos algumas dicas para que tudo corra bem.

Higiene durante a amamentação

A recomendação dos especialistas é que a higiene da mama e da região do mamilo seja feita durante o banho e apenas com água. Isso porque o peito possui glândulas que produzem secreções sebáceas que mantêm a aréola e o mamilo lubrificados e protegidos.

Mas, para algumas mães de primeira viagem, essa nem sempre é a realidade que encontram. Com os mamilos ficando maiores e mais sensíveis durante a gravidez, a pressão e a sucção na região podem gerar alguns desconfortos.

Para esses casos, há cremes e pomadas feitos especialmente para essa finalidade, como o Memê, que é um creme hidratante à base de lanolina, ou o Mamylan, que ajuda a evitar as reações alérgicas. Mas fique atenta às formas corretas de uso e sempre procure um especialista para te ajudar nesse processo.

Acessórios para o conforto do peito

Se você utilizar algum acessório nos seios, como a concha para preparação e formação do bico ou um absorvente para seios para os intervalos entre as sessões de amamentação, fique atenta ao uso correto de cada um deles para evitar os problemas que podem surgir.

Lembre-se de trocar os protetores de seios com frequência, principalmente ao notar que estão úmidos. Assim você reduz o risco de infeções bacterianas ou fúngicas, incluindo a candidíase mamária.

Dieta e nutrição da mamãe

As necessidades alimentares são influenciadas por vários fatores, como peso, altura, idade e intensidade de atividade física que fazemos. Mas, durante o período de amamentação, a atividade metabólica tende a aumentar com a produção do leite.

Por isso, consulte sua nutricionista e converse sobre a necessidade de mudar a dieta ou incluir algum suplemento. Em alguns casos, há a necessidade da suplementação de ferro para a prevenção de anemia. Já a vitamina D auxilia na absorção do cálcio, muito importante para as gestantes e mamães. Mas só o médico profissional que vai saber te informar corretamente.

 

Se você gostou deste texto, não deixe de ler também este sobre 5 mitos e verdades sobre a amamentação e este para iniciar uma sessão tranquila de amamentação para a mamãe e o bebê.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *